quarta-feira, 14 de março de 2012


MARCAS
Hoje
Eu Queria Simplesmente Não Acreditar 
Em Tantas Loucuras Que Eu Fiz Ao Te Amar
...Foram Tantas Noites Mal Dormidas Tudo Em Vão



sábado, 4 de junho de 2011

Demorei, mas aprendi...

"Que um sorriso inocente não define uma personalidade...
Que lágrimas, não significam arrependimentos...
Que promessas, nem sempre são cumpridas...
Que juras de amor, nem sempre são de amor...
Que quem merece, não implora a confiança...
Que regras sempre serão quebradas...
Que quem tem muita história, pouco fez...
Que ciúmes, não significam amores...
Que cenas de cinema, nem sempre são de romance...
Que contos de fadas são para crianças...
Que seus amigos, os que são amigos, te definem...
Que presentes, não são compromissos...
Que quem está do seu lado, pode estar do lado errado...
Que quem não te dá opção, não merece sua escolha...
Que atitudes mudam tudo, do inicio ao fim...
Que o mundo dá voltas, e tudo vai se repetir...

...As coisas, as pessoas... são assim...
Sempre diferentes do que pensamos...

...mas a vida continua...sempre."

domingo, 29 de maio de 2011



Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar "flor na janela"
Me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de não ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final...



terça-feira, 22 de março de 2011

 
PARABENS PRA VOCÊ!!!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011


O FIM DO QUE NÃO HOUVE
  
   Assim termina o que não deveria ter começado...
    Um amor mal aproveitado,
     que sequer deveria ter existido...
   Tantas incompreensões,
     mataram todas as emoções...

   Um amor, pra ser amor,
     tinha que haver compreensão,
diálogo, harmonia,
   não podia ser apenas a emoção de um dia...

    Aquela paixão fugaz,
      não deixa paz...

  Assim termina o que não começou...
     Deixou o  amargo de algo perdido no passado...
   Apenas um adeus magoado,
    que não existiu...
    Apenas ficou essa triste dor,
      marcando mais uma vez
o fim desse amor...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Encontro-desencontro
Esperei-te
Como as aves esperam a hora do vôo
Como a lágrima a hora de ida
Como o beijo a hora de se dar
Porém não vieste
Não me fizeste feliz
Foste mágoa, me fizeste chorar
Um pranto calmo e morno de quem se morre
De quem não é feliz, não é livre
Como te esperei...
Senti  angústia, senti  ânsia...
Porém não viestes...
As horas passam
E com elas tu também passarás
Tudo nos afasta
Um adeus sem despedida
Sem o beijo
Sem o trocar de olhos
Sem a promessa de um
“talvez, quem sabe, pode ser...”
Sem um porquê!!
Ah! Como esperei-te
Porém não vieste...
Porque???

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011



Sem você
Nas incertezas de um caminho
Que é tão doído sem você...
Eu já me encontrava tão sozinha
Antes de você dizer adeus...
Na mágoa de um sonho que acabou
Dia a dia eu sentia você partir
Sem rumo... perdida...
 vou ficando aqui, sem você...
Sem você...
Nem o tempo me faz companhia
Não me arranque essa agonia de viver sem você...
Sem você...
O silêncio dessas horas frias
São palavras que não sei dizer
Ainda amo você!!!